9 ASPECTOS A CONSIDERAR QUANDO CRIAR OU RENOVAR O SITE DA SUA EMPRESA

Os websites da maioria das nossas PME, quando existem, deixam ainda muito a desejar. Em websites antigos e estáticos estes problemas compreendem-se, mas vê-los repetidos em sites recentes fez-nos alguma impressão. Falta informação às empresas para poderem ser mais exigentes.

Com louváveis excepções que rapidamente beneficiam da falta de qualidade dos competidores, a maioria das PME tem ainda sites confusos, desactualizados, com excesso de Flash, não optimizados para a pesquisa e impróprios para mobile.

Como contributo para a mudança, apresentamos de seguida 9 aspectos essenciais a ter em conta pelas empresas no momento em que decidirem avançar para a criação ou renovação do seu website.

 

1. PLANEAMENTO

Antes de começar a desenhar e desenvolver um website, a agência digital contratada para o trabalho deve procurar saber exactamente quais os objectivos a alcançar com o site, o público-alvo prioritário e os aspectos fundamentais do negócio. Partindo destes, será então possível conceber a matriz de funcionalidades necessárias e dispensáveis e avançar com uma arquitectura de informação que possa simplificar o complexo através duma boa categorização de conteúdos e de uma navegação lógica e intuitiva.

Esta estrutura de base é fundamental porque condiciona tudo o restante, acertá-la é imperativo.

 

2. USABILIDADE

Usability rules de web. Se obriga um visitante a perder tempo e paciência a tentar perceber como aceder à informação pretendida, em menos que um piscar de olhos já ele saiu do seu site e está a pesquisar a concorrência. É tão simples quanto isso.

Um website com uma boa usabilidade põe o foco nos utilizadores e garante que conseguem concretizar as acções pretendidas de uma forma simples, intuitiva e eficaz. A arquitectura de informação, o design e o copy podem colocar em causa a usabilidade de um website e torná-lo ineficaz, por isso é necessário que sejam considerados de forma integrada.

 

3. RESPONSIVE WEBDESIGN

A venda de smartphones e tablets continua a aumentar enquanto a de computadores estagnou. Com o responsive webdesign os sites ajustam-se ao tamanho dos ecrãs em que estão a ser visualizados, oferecendo sempre uma boa experiência de utilização. Incrivelmente, continuamos a ver sites novos que ignoram completamente o responsive webdesign e os utilizadores de aparelhos móveis, o que vai sair caro às empresas. Não há que enganar, o responsive webdesign é para implementar.

 

4. COPYWRITING

A má qualidade da escrita nos sites chega a impressionar, ficando a sensação de que é frequentemente desvalorizada. Mas um bom copy é absolutamente essencial para levar o utilizador a realizar as acções pretendidas, nomeadamente através do apelo às suas emoções.

A web exige uma escrita clara, concisa, criativa mas sem excessos porque a leitura na Internet é muito peculiar: os utilizadores lêem na diagonal, sobem e descem, mudam de página, clicam em links etc. Adicionalmente, o copy é extremamente importante na optimização para motores de pesquisa.

 

5. OPTIMIZAÇÃO PARA MOTORES DE PESQUISA (SEO)

Ter um site não optimizado para as pesquisas é como ter um carro sem rodas. Os sites existem para serem encontrados e não apenas por quem já conhece a empresa. Se a sua empresa tem site e a procurar no Google é provável que ele surja nos primeiros resultados da pesquisa, mas e se pesquisar pelo produto ou serviço que vende, por exemplo “pedra rústica”? Em que lugar surge a sua empresa, está a vê-la?

O problema é que a maioria dos sites não foi preparado para surgir bem posicionado nos motores de busca, o que se consegue com o SEO. Esta é uma falha gravíssima e, infelizmente, quase generalizada. Quem ganha com ela são as poucas empresas que têm os seus sites optimizados. Obtenha aqui uma ANÁLISE SEO GRÁTIS ao seu site.

 

6. BACKOFFICE

Um site parado é um site morto. Porque os visitantes percebem que não há cuidado da empresa com a sua presença digital e porque o Google vai penalizar fortemente a falta de actualização de conteúdos descendo o site na lista de resultados das pesquisas. Daí a importância de poder dispor de um Backoffice para actualizar o seu site de uma forma fácil e rápida sem estar necessariamente dependente de terceiros. Existem várias plataformas de grande qualidade que o permitem fazer, por exemplo o Joomla, o WordPress ou o Magento (ecommerce).

 

7. MENSAGEM

Um site deve ser mais do que uma montra, é uma ferramenta de marketing destinada a atrair os visitantes e a conduzi-los pela mão até que cumpram os objectivos pretendidos pelas empresas: o encaminhamento para a página de um determinado serviço, o preenchimento de um formulário de contacto, a compra de um produto na loja online etc.

A mensagem não pode ser negligenciada em detrimento do design, pelo contrário, o design deve ser parte da mensagem, reforçá-la.  E a existência de um bom call to action ou de um testemunho no sitio adequado pode fazer a diferença.

 

8. ANALÍTICA WEB

Uma das maiores vantagens do marketing digital em relação ao marketing tradicional é que ele permite medir com rigor. Instalando e configurando correctamente o Googe Analytics consegue saber quem são e como se comportam os visitantes no seu site – as páginas mais visitadas, o tempo gasto por visita, as páginas de abandono, o número de conversões e muito muito mais. Se trabalhar correctamente consegue ainda saber com precisão o retorno do investimento das suas acções e optimizar as acções seguintes.

Está a aproveitar as oportunidades da analítica web?

 

9. INTEGRAÇÃO COM REDES SOCIAIS

As redes sociais são o passa palavra dos tempos modernos e tornaram-se parte integrante das nossas vidas. Só em Portugal existem mais de 4 milhões de contas de Facebook. Se a sua empresa ainda não marca presença nas redes sociais, talvez seja uma boa altura para pensar nisso. Não tem de estar em todas, mas convém perceber quais as que podem adicionar valor ao seu negócio.

E no seu site deve fornecer aos utilizadores a possibilidade de acederem às suas contas nessas redes e também de partilharem ou gostarem dos seus produtos, serviços e conteúdos disponibilizados. Desta forma dissemina a sua marca em plataformas como o Facebook, Twitter e Pinterest de forma 100% grátis.

 

Pensou nestes aspectos quando criou o website da sua empresa? Excelente. Caso contrário, sugerimos que os considere quando chegar o momento de renovar o seu site. Se ainda integra o grupo das empresas que não tem website, siga estas recomendações e terá um website que vai surpreender a sua concorrência. Se precisar da nossa ajuda, basta contactar-nos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.