COMO CRIAR UMA MARCA FORTE E COERENTE EM TODOS OS CANAIS | SITEMAP 38

O “SiteMap – um guia para o marketing digital” é uma rubrica semanal da agência TRIGGER na MAIS OESTE RÁDIO. No nosso blogue pode ouvir e subscrever o Podcast ou ler a transcrição de cada programa. 


SITEMAP, PROGRAMA 38

Uma marca bem gerida traz inúmeros benefícios, como o aumento de notoriedade e de credibilidade. Hoje falamos-lhe dos problemas causados por marcas inconsistentes e explicamos-lhe como criar uma marca forte e com coerência multicanal.

TRANSCRIÇÃO INTEGRAL:

Olá a todos, estamos de volta para mais um SiteMap, o vosso guia para o marketing digital.

Nos últimos 2 programas apresentámos-lhe algumas recomendações a seguir para conseguir um website eficaz e o que fazer para não desperdiçar o valor de SEO de um site antigo quando cria um novo, um processo extremamente importante.

Mas, para além de um bom website e de uma estratégia de optimização para motores de pesquisa, quando uma empresa pretende iniciar ou reforçar uma aposta no marketing digital, é bastante provável que queira incluir outras tácticas, como o marketing em redes sociais, o email marketing e a publicidade online. O que acontece é que, frequentemente, muitas marcas acabam comunicando de forma inconsistente e por vezes até contraditória nos diferentes canais.

 

O QUE É UMA MARCA?

Uma marca é o que fica do conjunto das manifestações de uma empresa, produto ou serviço, o conjunto de associações e sensações que as pessoas têm quando entram em contacto com essas manifestações, sejam elas concretas ou ficcionadas. A ausência de coerência multicanal gera ruído na comunicação e o ruído confunde o receptor, o que dificulta a criação de marcas fortes.

 

A IMPORTÂNCIA DA COERÊNCIA MULTICANAL NOS PROCESSOS DE BRANDING

A construção de uma marca requer tempo, estratégia e coerência comunicativa em cada um dos pontos de contacto que são estabelecidos com os clientes ou clientes potenciais, ou seja, coerência multicanal. Um processo de gestão de marcas (branding) cuidado pode contribuir muito positivamente para modelar o conjunto de atributos que lhe são associados, promover a notoriedade, aumentar a credibilidade e gerar confiança no cliente ou cliente potencial.

Mas atenção, é um erro resumir coerência multicanal a consistência visual. A consistência na utilização do logo, das cores ou do tipo de letra no website, no cartão da empresa, nos envelopes ou nos criativos das campanhas é importante, claro, mas também estamos a falar do tom de voz da marca, das emoções que pretende transmitir e na terminologia que é utilizada. A coerência que se procura é ao nível da mensagem e esta é composta por todos aqueles elementos.

 

O QUE FAZER PARA COMUNICAR A SUA MARCA DE FORMA COERENTE

De nada valerá ter guidelines muito rígidas ao nível da padronização gráfica se a comunicação da marca nos diferentes touchpoints não estiver alinhada com o posicionamento da empresa no mercado e com a sua brand promise.
Obviamente, isto implica, a montante:

  • Definir com rigor uma estratégia de marca e o seu posicionamento
  • Possuir uma identidade de marca e um tom de voz que a reflicta

Infelizmente, é exactamente por aqui que as coisas normalmente começam a falhar.

A jusante, é importante:

  • Criar e disseminar internamente um manual de identidade visual
  • Fornecer a quem de direito os instrumentos/materiais para poder aplicá-lo
  • Envolver no processo de branding profissionais competentes (da empresa ou de uma agência)

Uma nota final para frisar o seguinte: a coerência de marca não pode ser um entrave à inovação. O ideal é que cada parte concorra para o todo deixando espaço para a criatividade sempre que a mesma se justifique. É exactamente por isto que os marketers hoje preferem a “coerência” à “consistência”, que remete para uma adesão mais compulsiva a um modelo mais rígido.
E por hoje é tudo, voltamos para a semana com mais um SiteMap.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.